segunda-feira, 26 de maio de 2008

No comboio mais longo do mundo

Ja estamos em Zouerat, a cidade mineira de onde se extrai o ferro que enchem os 200 vagoes(!) do comboio. Para os passageiros ha apenas duas carruagens, nos fomos na mais barata - menos de 3€ - que nao é mais que um espaco vazio com bancos a volta. Foi memoravel, fotogénico, surreal e ainda conhecemos o Sidi que nos convidou para ficar em casa dele. Amanha voltamos para Nouadhibout - noutra jornada de 700 km em 20 horas. Quarta-feira colocamos todas as imagens no blog e depois siga para Dakar!

30 comentários:

Anónimo disse...

grande decisão.
aproveitem!

abc
a visita 68000

Anónimo disse...

58000 (sem menosprezo)

Gisela disse...

Parabens por mais um sonho realizado Amigos. Querer é mesmo puder. Divirtam se. Milhoes de beijinhos.

tenente reformado disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Manuel disse...

Genial volte-face!

De anunciado regresso a um final em ombros (e descalços).

Não param de surpreender.

Nós por cá continuaremos atentos mas já sem saber o que esperar.. e ainda bem!

Grande abraço,
Manel

Anónimo disse...

Óptima decisão!!! Quando se quer tudo se consegue!

Voçês vão ficar na história do nosso povo!
Obrigado por abrirem horizontes aos mais novos e aos mais velhos, porque independentemente, o que se ache das condições das vossas viagens que se calhar para muitos seja impensável, o vosso espírito e determinação é sem dúvida louvável por todos.

E como dizia o poeta : "...o sonho é uma constante da vida, cada vez que o homem sonha o mundo pula e avança...". Obrigado por nos fazerem sonhar!!!

Abraço

D.

Anónimo disse...

Carissímos, felicito-vos pela tomada de decisão. Precisava-mos no país, de mais gente com iniciativa...
O pocket money que vos resta é suficiente para chegarem até Dakar.
Espero que esta estrondosa história de aventura, não "morra na praia", pois tem um enorme potencial pedagógico, para as gerações mais novas deste país. Começem a pensar no livro e nas palestras.
Boas pedaladas até Dakar.

Anónimo disse...

FORÇA!!! Incrível a vossa determinação!!

Anónimo disse...

boa boa!!!
Estou muito feliz por vocês!!!
beijinhos!!!
Lu

Anónimo disse...

Prá frente é que é caminho...boa sorte e dêm um mergulho naquela praia que bem mereçem. Abraço
Piaaf

A R disse...

Ora... imaginei que tinham ''andado para trás''... tinha de ser... mas sem dúvida que poucos se gabarão de viajar num ''caixote'' do combóio maior do Mundo!!!
Pensei fazer o mesmo, mas numa carrugem de minério ao volante da minha ''sky''!!!
Após a chegada, outra estopada vos espera... necessária uma boa dose de coragem... e... uma boa boleia...
Já outros da vossa idade o fizeram... à boleia... e em viatura, estes... mas a Luanda!!!
http://bragaluanda2006.blogspot.com/
Continuação de boa aventura!

Simao disse...

Destaco finalmente Victor Moniz. Quem é Vitor Moniz? É o português mais anónimo entre aqueles que aqui destaco. Tem 39 anos e juntou-se a dois amigos, da zona da Mealhada/Anadia, para fazerem o Dakar, não como concorrentes, ou mecânicos, ou jornalistas, mas como simples adeptos do maior rali do mundo. Compraram, por 500 €, um Mazda de 1976, com um motor digno de museu, com apenas 37 cavalos e puseram-se a caminho dias antes, sem tracção às 4 rodas, nem GPS, sem preocupações desportivas, só pelo gozo de chegar a Dakar.
Os amigos desistiram da aventura, por questões de segurança, quando chegaram à fronteira da Mauritânia. O Victor pegou na mochila e partiu à boleia, rumo a Dakar. Apanhou boleia de dois marroquinos, num Mercedes 190 com matrícula francesa. Subornaram 3 polícias para passar a fronteira mauritana. Três quilómetros depois, venderam o carro no primeiro stand que encontraram. O carro era roubado. Sem boleia, Victor fez 6 quilómetros a pé, sob um calor abrasador. Para evitar problemas, ia dizendo a quem o abordava que era piloto e que tinha ficado sem a mota em Er-Rachidia. Chegado à fronteira do Senegal, pagou a um mauritano com 5 euros e duas canetas o visto no passaporte. Passada a fronteira comprou um bilhete para um autocarro de 12 lugares, com mais de 40 pessoas a bordo. O autocarro, passadas 3 horas não tinha saído do lugar. Desistiu e juntou-se a dois turistas ingleses, batidos no deserto e que se dirigiam para a Guiné Bissau. Foram de taxi até Saint Louis. Demoraram 4 horas, para fazer 100 Km. Descansou durante 3 dias. Mais uma boleia e chegou a Dakar, onde ainda teve tempo de encontrar um “amigo” senegalês, que vive no Porto e vende artesanato.
Pelo espírito de aventura e pela coragem de, num Mazda de 1976, ou à boleia, de mochila às costas, acompanhado ou em solitário, ter conseguido o objectivo a que se propôs de chegar a Dakar, para o Victor Moniz vai inteirinho o meu maior destaque deste Lisboa-Dakar.

Anónimo disse...

Estou perdida no espaco...entao voltam para onde apanharam o comboio?

madrinha

Anónimo disse...

Esse comboio deve ser surrealista!
Vêem-se turistas por essas bandas ?
Beijinhos e força aí no pedal!
Mariana

Anónimo disse...

Maninho e Carlos

Estamos todos muito orgulhosos de vocês.

Muitos beijinhos cheios de saudades

Joana Mana

Tempo de Viajar disse...

Grandes! Assim se fazem os homens! Fiquem em Dakar caraças! Não voltem! :)
Um abraço

Anónimo disse...

Parabéns pela decisão!!!

He!He!He!.....
tão tramados quando tiverem que entregar as bicicletas aos respectivos donos!!!!!! ;-)

Abraços,
AquaMan

Anónimo disse...

Grande decisão meus amigos...

Não pude deixar escapar um aplauso espontâneo e nada envergonhado em frente ao computador aqui na agência!!

Assim poderemos alimentar esta nossa curiosidade big brotheriana por mais uns tempos e acima de ter-vos mais uma vez como exemplo.
Cabe-nos agora preparar uma chegada à vossa altura...

Forte Abraço
Foca

Ghita disse...

desta vez deixaram-me sem palavras

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos

Anónimo disse...

Rapazes!
A minha pedalada já não é suficiente para vos acompanhar!
Aqui o velhote que muito vos estima também se lançou nesta aventura de há três meses estar sempre convosco neste Blog.
Mas de repente, o vosso desvio no comboio mais longo do mundo por 3€ e o rumarem até Dacar e depois venderem tudo e regressarem à boleia, tem uma energia e determinação que não consigo comentar, mas sem nenhuma dúvida muito admirar.
Abraços, meus bravos