segunda-feira, 1 de setembro de 2008























5 comentários:

Sónia disse...

Essa da água da chuva é que ainda não percebi bem. Que chá era esse?

Anónimo disse...

Já não dá p votar! Eu fui lá mas já nem se pode ver quem ficou nos 5 lugares da frente.. mas eu acho k voces estavam em 1º por isso não deve de haver problema. mas eu já tinha votado antes só k ia votar com o mail do meu irmão. haha lol

Jorge disse...

Olá Sónia!

O chá com água da chuva... é engraçado como uma coisa tão simples se pode tornar tão "especial", só por lhe adr um nome "pomposo".

Isto aconteceu na noite em que conhecemos o Abdellah. Ajudou-nos a montar a tenda, foi-se embora para jantar com a família, e quando voltou trazia, além de um prato quente de lentilhas... um kit completo para fazer um chá berbere! Este chá era, claro, feito com água. E ele explicou-nos que essa água era da chuva. Não era da torneira, nem do poço, nem de garrafa... vinha da chuva!

No dia seguinte percebemos que a água da chuva ficava "armazenada" numa espécie de tanques razos, feitos de cimento, completamente expostos - ou seja, não era propriamente a água mais limpa!

O que parecia uma coisa quase poética, afinal era - no mínimo - de torcer o nariz. ;)

Jorge

margarida disse...

Olá Jorge e Carlos!
Tive conhecimento da vossa aventura num programa da Antena 3 (não sei se a prova Oral ou o Nuno e Nando) que ouvi esta semana em podcast. Claro que, inevitavelmente, vim ver o vosso blog e não descansei enquanto não li todos os textos e vi todos os vídeos.
Tenho q confessar: ainda tou verde de inveja!!!
Fiquei fascinada com tudo: primeiro, claro, o conceito; depois as histórias, aventuras, as fotos (espectaculares), os filmes muito bem montados e os textos que nos dão uma vontade tremenda de partir à descoberta deste mundo que está à espera de nós para ser descoberto e saboreado.
Resta-me dar-vos os parabéns por terem sonhado, realizado e conseguido!

Margarida

PS: Tentei votar no vosso blog, mas a votação já acabou... com muita pena minha :-(

Jorge e Carlos disse...

Olá Margarida, bem-vinda!