segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

“É uma coisa bonita de se ver” (9º dia)

- Vocês hádem de ir à nascente do rio que aquilo é uma coisa bonita de se ver!

No sábado ao fim da manhã, estávamos num café em Redinha quando a Dona Isaura nos desafiou para este passeio. Pedalámos mais um par de quilómetros e ganhámos a tarde – a nascente despejava água com vigor para uma azenha restaurada, à volta tudo muito verde e ainda vimos uma senhora a pastar cabras com trela. Foi bonito de se ver e queremos que nos desafiem como a Dona Isaura!

Temos três semanas para pedalar e queremos encontrar mais pérolas – a ermida perdida, a aldeia castiça, o miradouro memorável, a taberna com o melhor salpicão do mundo. Façam comentários ou enviem um email, que nós vamos lá!

Depois da nascente passámos o resto da tarde, já em Poios, a passear com o filho da Dona Isaura – o Fábio. Amante das bicicletas, depois de dar uns saltos radicais numas rampas feitas por ele e pelo seu amigo Diogo - com madeira de pipas de vinho ou lenha “roubada”, levou-nos a um vale estrondoso onde supostamente, quando há água com abundância, a terra começa a rugir até sair dum poço uma géiser de água fria que inunda todo o vale. Rezámos para que tal não acontecesse naquele momento e fomos subindo até à espectacular Capela da Nossa Senhora da Estrela, que para além de ser incrustada numa gruta e ter uma vista monumental, tomámos como nossa padroeira – a estrelinha que tanto falámos e nos iluminou até Dacar, tinha finalmente um altar!

E como quando a estrela brilha é a valer, ainda jantámos duas chouriças assadas em aguardente caseira que a Dona Isaura nos aviou, a par de uma saca de pães e uma garrafa de tinto “feito lá em casa”.

Apesar da chuva, que regressou assim que o sol se pôs, parecia que "a" viagem tinha realmente começado... e fizémos um brinde.

É bonito de se ver!

12 comentários:

MJ disse...

Bom dia, sou aqui da zona e acabei por vos encontrar no Poio neste Sábado. Recordam-se? Era mais um daqueles bttistas a descer pelo Poio.

Curiosamente acabei por vos voltar a ver ia eu de carro em direcção a Coimbra. Vieram pelo Rabaçal ou sempre pela IC2? A zona do Rabaçal iam gostar.

De qualquer das formas deixo-vos mais uma sugestão para a a zona que são as buracas do Casmilo. Apesar de a estrada para lá ser em terra, está em boas condições, logo não terão problemas nenhuns em lá chegar.

Fica o link: http://bttralhos.blogspot.com/2009/01/buracas-do-casmilo.html

Jorge disse...

Olá MJ!

As Buracas do Casmilo eram a alternativa à Senhora da Estrela. Como hoje já vamos sair a caminho de Aveiro, fica fora de mão. Mas está na lista dos sítios que temos de ir. Já vimos fotos desse lugar na net e parece ser obrigatório.

De qq forma, se souberes de outros sítios, dispara. Agora vamos para Aveiro, via Praia de Mira, e depois temos Viseu, Vila Real, Guimarães, Braga, Viana do Castelo e Porto. Qualquer desvio nessas zonas é bem-vindo, dispensamos bem as estradas cheias de carros a razar. Ontem viemos pelo IC2 porque saímos tarde da Redinha e tínhamos de estar em Coimbra antes das 18:00.

Abraço!

(e vamos enviar-vos as filmagens, não está esquecido)

Anónimo disse...

Que maravilha...
Continuem com essa vossa estrelinha até ao Porto!!

red disse...

Isto já tá com cheirinho a viagem!!

fabio e diogo disse...

que dia espetaculares passei com voçes! foi tão fixe.. continuem a vossa viagem abraços fabio

Anónimo disse...

(off-Topic) Viva, tenho me divertido imenso com o vosso livro complemento a leitura com os vídeos e fotos correspondentes através do blog o k é fantástico, a vossa mensagem não tem preço obrigado pela partilha, até já estou a recuperar a minha velha bikla logo se vê até onde ela poderá levar-me…até +

familia Palma disse...

olá...boa opção pela praia de MIRA...estamos juntos até Aveiro...cá vos esperamos.

João Paulo Pedrosa disse...

Também não sei bem quais são as vossas rotas, mas de Mira até Aveiro, podem apanhar aí uma ciclovia muito tranquila, que vai quase até à Vagueira,depois podem ir ver o mar na Vagueira, e o que resta da praia (este problema da erosão costeira e da subida do nível do mar não é só na TV), depois podem seguir para Aveiro pela estrada que liga à Costa Nova e depois direitos ao centro de Aveiro por uma via rápida que tanmbém tem ciclo via, com pontes sobre a ria de Aveiro. Vale a pena.
E se alguém me estiver a ler, que esteja a pensar se valerá apena ir até uma Bertrand nos dias previstos (eu estive em Coimbra), pois bem, vale mesmo a pena conhecer estes aventureiros, pois são mesmo simpáticos - não me admira nada que lhes ofereçam chouriças e aguardente caseira...

Jorge e Carlos disse...

As fotos destas aventuras com o Fábio e o Diogo vão ser publicadas na quarta feira de manhã!

Anónimo disse...

e videos desta vez nao ha???? abraços

Cristina disse...

Apesar de já terem passado por Aveiro e pela Costa Nova existe a Bruxa - uma taberna de pescadores que tem o melhor cervejão do mundo e com sorte ainda servem ameijoas acabadas de sair da água. Já lá passei tardes fabulosas e recomendo a quem gosta de conhecer pequenos espaços ricos em pessoas cheias de histórias.

Bijuss

Lina disse...

O comentário já vai tarde... mas fica dito, foi nos Poios que o meu Avô nasceu.
Achei curioso terem passado por este lindo e singelo local, N. Sra. da Estrela. A tranquilidade e a fabulosa vista da Serra do Sicó, dá-nos sempre vontade de lá voltar.
Agradáveis passeios, a pé e de bicicleta, desde a aldeia de Água Travessa aos Poios, passando pela nascente do Rio de Anços, já fiz na companhia de alguns amigos daqui de Sintra.

Parabéns pelas v. escolhas de viagem.