segunda-feira, 16 de março de 2009

Todos vaidosos!

No princípio do mês, a revista Gingko (distribuída com o semanário Sol) publicou uma crítica ao nosso livro. Primeira reacção: corámos. E depois de a ler duas ou três vezes, não podíamos ter ficado mais vaidosos. Fica aqui a transcrição, na íntegra:

O livro Até Onde Vais Com 1000 Euros é o esplendor máximo do chique, poder-se-ia dizer. Mas o que tem de sofisticado uma obra cujos ingredientes são a existência de dois amigos montados em duas bicicletas a caminho de Dakar, com apenas mil euros cada um? É simples: a mistura do antigo com o moderno. E o facto de ser um notável testemunho de como nos movimentamos, comunicamos, amamos e conhecemos em pleno século XXI. É, além disso, uma excelente crónica de costumes e tradições de locais tão remotos como Vila Real ou Nouadhibou (na Mauritânia). Fala dos hábitos verdadeiros, daqueles que não são puros, que já misturam o deserto beduíno com música contemporânea: Dos que treinam futebol de pé descalço, mas já ouviram falar dos maiores futebolistas do mundo. O tipo de costumes globalizados do mundo moderno.

Comprova que a boa vizinhança ainda é uma realidade e que há gente disposta a partilhar com estranhos a casa, a mesa e a amizade. E que os bons amigos não dependem da língua que se fala ou da distância a que se encontram.

É fácil identificarmo-nos com a prosa simples, bem-humorada, cheia de pormenores e aventuras – mas muito correcta e eficaz – destes dois Jack Kerouacs que temos a sorte de falarem português. Foram por essas estradas fora, atravessaram fronteiras, admiraram paisagens de perder de vista e outras com muros feitos de pedra e de tijolo.

O mais incrível é que Carlos Carneiro, licenciado em Comunicação Social, 32 anos, e Jorge Vassallo, licenciado em Publicidade, 31, julgavam estar sozinhos. Rotundo engano. O blog que foram alimentando ao longo dos 6000 quilómetros percorridos em quatro meses e meio foi o equivalente às pedrinhas de Hansel e Gretel. Não só deu origem ao livro, mas também os ajudou a voltar para casa, e ainda indicou a centenas de amigos, conhecidos, desconhecidos, gente com nome ou anónimos, o caminho que tomaram. Eles puderam, assim, segui-los. “Foi giro descobrir que, afinal, não fomos só os dois a Dakar”, postaram eles com espanto. Pois não. Foram eles, mais o Tenente Reformado, a Rita, o Simão, a Gisela, o Mr. M e muitos, muitos mais. A prova é que ateondevaiscom1000euros.blogspot.com foi votado como o melhor blog de 2008. O livro não estará longe desse sucesso de bilheteira, com certeza. E quem sabe se, em breve, não veremos o filme num cinema perto de si.

16 comentários:

O Escapista disse...

Ah pois dava um bom filme dava.. boa crítica, orgulhem-se!

Daniel

Anónimo disse...

"Chic a valer" não como diria o Salsede dos Maias que era um burguês deslumbrado, mas de uma elegancia genuina , despida de perconceitos e modismos.
Sem duvida um belo guião para um filme, um contraponto ao " Charme discreto da burguesia" de Buñuel.
Parabéns!
A Astróloga

Sport Clube de Benafim disse...

BOA MALTA ADOREI O VOSSO LIVRO CONTINUEM E JÁ SABEM, PODEM CONTAR COM O APOIO DA MALTA.

Gisela disse...

Não foram sozinhos e foi com muito orgulho que vos acompanhei. :-)
E que venha esse filme...... São os maiores. Beijinhos

Mafalda disse...

QUEREMOS FILME, QUEREMOS FILME ;)

familia Palma disse...

esperamos o filme...todos.

Mateus Brandão disse...

Boas!

Terminei ontem a leitura do vosso livro, que tive o privilégio de ganhar no passatempo do ‘fugas’ (desculpem não ter contribuido monetariamente....).
Devo dizer que não era minha intenção fazê-lo tão rapidamente, mas na curiosidade de espreitar as primeiras páginas, fiquei contagiado… e não mais parei!

Obrigado pela boa leitura e pelo exemplo!

Mateus
www.caboacabo.blogspot.com

Patricia disse...

Sou uma visitante assídua do vosso blog. Embora não pedale,adoro estas aventuras e invejo quem tem coragem para as fazer.
Ainda não adquiri o vosso livro não por falta de interesse mas de "meios".Será, no entanto, a minha próxima aquisição "literária".
Vou ser rápida antes que o conteúdo do livro chegue a uma sala de cinema.
Parabéns!!!
Tita

Miguel Cigarra disse...

Olá! Queria apenas juntar-me aos que aqui já comentaram acerca do vosso livro. O dito foi-me oferecido há pouco mais de um mês, mas só agora tive oportunidade de o ler. Devorei-o em apenas três dias! Que aventura! E que entusiasmante (diria mesmo viciante), a maneira como a descrevem. Dei por mim a sorrir vezes sem conta, e várias foram as ocasiões em que levantei eu próprio a hipótese de arrancar numa epopeia destas, apesar de ser quase uma década mais velho. Não sei se algum dia chegarei a ter a coragem de fazer algo semelhante, mas só o facto de levantar essa hipótese! A vontade de partir é muita. E por isso, vos agradeço do fundo do coração. Nestes "tempos de crise" em que só se ouvem queixinhas, tragédias e tudo o que "não há", o vosso livro é uma lufada de ar fresco e lembra-nos que há coisas bem mais importantes na vida do que o dinheiro e as coisas materiais. Bem haja para os dois! Continuem por essas estradas fora, que eu certamente vos acompanharei.

Anónimo disse...

Olá,

acabei de ler o vosso livro hoje e gostei bastante. Porque sou muito distraída não sabia desta vossa aventura antes de comprar o livro à mês e meio atrás. Para além do relato da vossa experiência unica, gostei bastante da forma como descrevem os sitios, as pessoas, os sentimentos que experimentaram ao longo da vossa viagem. O livro dá uma tremenda vontade de partir com 1000 euros no bolso e ver, não até onde se chega, mas sim o que se encontra pelo caminho.
Gosto de livros que me surpreendem e que me mostram outras perspectivas de vida. E Gostei bastante do vosso.
Obrigada!

Sílvia

Anónimo disse...

Andam muito calados!! Então novidades???

Chaves disse...

Olá! Li a reportagem sobre a vossa viajem que saiu hoje na TV Mais e não resisti a vir aqui dar uma espreitadela. Muitos parabéns pela ideia e pela forma como a transformaram num projecto. Vou procurar o vosso livro pois estou muito curioso! Continuem!

Anónimo disse...

Boas!

Mais um que vos conheceu pela compra do livro...não queria gastar dinheiro quando entrei na Bertrand do Campo Pequeno..apenas ver, mas não resisti quando li a contra capa do livro, e eu a pensar que era mais um livro de economia familiar agora tão na moda(quando peguei nele).

Resultado: Sexta 20/3 compro o livro começo a ler o blog, comentários, videos, reportagens ...tudo... acabei hoje o blog (o chefe q não saiba hehe), ontem o livro...

Chorei, ri, viajei...sei lá tantas emoções!

Apenas, quero mais..aliás queremos mais.

Felicidades.
RR

Poupinhas disse...

Um filme??? Extremamemnte merecido.. sem dúvida 4 meses de aventura.. ser freelencer tem das suas vantagens :)

Anónimo disse...

A comparação com Jack Kerouac foi fixe... Não o conhecia. Agora vou viajar não só com o espírito de Henri Cartier-Bresson, mas já com um novo pioneiro na tola,... Portugal é um país de exploradores, e penso que não devíamos deixar morrer esta reputação que temos aos olhos do Mundo, temos de escalar, 'alpinar', explorar, no fundo, fazer mil e uma coisas que despertem Portugal e Português, todos os símbolos nacionais virados à descoberta.
Será que Portugal já foi descoberto?
Temos de cantarolar nosso idioma como se fossemos o galo de Barcelos, Gil Vicente, Camões ou Amália, Portugal não é Cristiano Ronaldo, tmb é "Até onde vais com 1000 euros?"...

Agora a sério:
-Parabéns, o elogio foi merecido...

Marcelo Al

Anónimo disse...

ola eu gustoria de sabe o valor do euros